quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Séries TV: Dark Matter



Esta série está em exibição (2ª temporada) no canal Syfy aqui em Portugal.
Foi criada por Joseph Mallozzi e Paul Mullie, dois excelentes criadores de argumentos para ficção-científica (Stargate SG-1, Stargate Atlantis e Stargate Universe). Primeiramente tinham pensado Dark Matter para uma série televisiva, o que não aconteceu, e então criaram uma mini-série de comics pela Dark Horse em 2012 com esta ideia. O desenhador foi Garry Brown, e a série teve sucesso dentro do público a que se destinava, saindo mensalmente em quatro números.

Mais tarde, em 2014, a série aconteceu mesmo, baseada na BD de 2012. Foi desenvolvida pela Prodigy Pictures associada com o Space Channel e o canal Syfy.
A 1ª temporada iniciou a sua exibição televisiva em Junho de 2015, durando 13 episódios, e penso que acabou por ter sucesso visto que foi contratada uma 2ª temporada iniciada em Julho deste ano, que ainda está a decorrer faltando apenas o último episódio (dia 16 deste mês). De qualquer modo, uma 3ª temporada foi contratada este mês, com início previsto para 2017.


Agora como eu conheci esta série? Bom, o ano passado vi uns trailers e o conceito pareceu-me interessante! Gravei os primeiros cinco episódios mas aquilo maçou-me um pouco... não desenvolvia muito. Fiquei com o 5º episódio por ver.
Este ano andava à procura de uma série para me entreter, e dei com os tais cinco episódios. Resolvi ver o episódio em que tinha desistido da série, e bolas... aquilo "desemburrou" brutalmente! A diferença que um episódio pode fazer... lol

Gravei o resto da 1ª temporada e fiz uma autêntica maratona de Dark Matter até ao final da temporada. E que final! Adorei aquele cliffhanger brutal, e felizmente tinha ali à disposição para gravar os primeiros 7 episódios da 2ª temporada. Foi mais uma maratona! :D


Falando do conceito da série e tentando não fazer spoilers.
Uma nave espacial espectacular, a Raza, com seis habitantes em câmaras de êxtase. Este é o início.
À medida que vão acordando verificam que não têm memória, então renomeiam-se com números de 1 a 6 pela ordem em que acordaram. Um pouco mais tarde junta-se a esta tripulação o Androide de serviço à nave que estava desactivado (é difícil não fazer spoilers...).

O início é um pouco confuso, devido à perda de memória e à entrada de personagens que se vão tornando recorrentes ao longo da série, mas que ainda não sabemos qual o jogo que irão jogar.
Aos poucos vai-se sabendo partes daquilo que eles eram, ou por terceiros, ou por gravações. E descobrem que não gostam muito muito daquilo que faziam.


O desenvolvimento da série em torno desta falta de memória, do descobrir pequenos pormenores deles em situações de grande tensão, e acção, está muito bem feito nesta série. O foco afinal é mesmo a sobrevivência. Cada aventura/episódio traz sempre algo de novo, aos pouco, mas sempre subindo a tensão, ora entre os elementos da tripulação, ora a tripulação versus  Autoridade Galáctica, Reinos Espaciais, mercenários, ou as empresas de Exploração Espacial. O universo contra a Raza!

Os actores principais são:

Um - Marc Bendavid (1ª temporada)
Dois - Melissa O'Neil
Três - Anthony Lemke
Quatro - Alex Mallari Jr.
Cinco - Jodelle Ferland
Seis - Roger Cross
Androide - Zoie Palmer
Devon Taltherd - Shaun Sipos (2ª temporada)
Nix - Melanie Liburd (2ª temporada)



Aconselho vivamente a quem gosta de Sci-Fi misturada com muita aventura e suspense. Está perfeita para mim neste moldes! Sempre com muitas voltas, cliffhangers e surpresas. E sim, é raro uma série surpreender-me nos com alguma coisa nos dias que correm, visto eu já ter visto e lido tanta série deste género...

Boas leituras




Deixa o teu comentário

Enviar um comentário