sábado, 5 de novembro de 2016

Anima: Druuna - As Origens



Paolo Eleuteri Serpieri é um dos meus “Deuses” da BD. Posto isto toda a gente sabe que este post vai ser tudo menos isento. :)
Em jeito de aviso, este livro é apenas para adultos e não para os pequerruchos rubicundos, vulgarmente chamados de crianças.

A editora Arte de Autor apostou em Serpieri e na sua personagem Druuna no último trabalho deste artista até à data: Anima: Druuna – As Origens. Está à venda no Amadora BD no stand da editora.
Serpieri já com uma idade generosa (68 anos) presenteou-nos com mais um livro que mais uma vez consegue o patamar "delírio para os olhos".

Druuna foi apresentada ao mundo em 1985 no volume 1 da série (Morbus Gravis), terminando em 2003 no volume 8 (Clone), este novo livro vem como um volume 0, ou seja, uma espécie de prequela. De notar que os dois primeiros livros da série foram editados em português pela Meribérica em modo... horrível. Má cor, mau papel, formato estranho. Entretanto a editora faliu e acabou-se a série Druuna em português.

Os livros da série são neste momento os seguintes:
  • Anima - As Origens
  • Morbus Gravis
  • Druuna
  • Creatura
  • Carnivora
  • Mandragora
  • Aphrodisia
  • O Planeta Esquecido
  • Clone
Foi um retumbante sucesso quando apareceu em França conseguindo um tiragem de mais de100 mil cópias para o álbum Druuna, o segundo da série.

Se quiserem saber sobre a série e a personagem podem consultar os seguintes links do LBD:
Druuna
Druuna: Creatura
Druuna: Carnivora
Druuna: Mandragore
Druuna: Aphrodisia
Ilustração: Druuna X2
Ilustração: Druuna

Posso adiantar para quem não conhece que é uma série erótica-pornográfica de ficção-científica pós-apocalíptica com muito terror e mutações à mistura.

Voltando a Anima.
Uma história sem narrador nem balões, onde a expressividade e qualidade da arte e dos layouts de Serpieri fazem a história fluir perfeitamente.
A arte é brutal, é lindacom painéis gigantes de pormenor (alguns lembrando Moebius) e onde conseguimos já ter os avatares da série presentes, ou seja: uma mulher perfeita, tentativa de violação, seres mutantes, humor, e o grande sentido humano de Druuna. Para além disto, serpieri mais uma vez acaba por ser personagem no livro, embora desta vez em forma de caricatura numa homenagem à série.

A história propriamente carrega alguns simbolismos. O lugar onde esta proto-Druuna vive é mágico, e o paraíso. Inclusivamente tem uma macieira cujos ramos são serpentes. Não possui asas para descer à Terra, mas um grande pássaro está seu serviço para descer a uma Terra linda, mas por onde o mal se esconde das mais variadas e piores maneiras. Depois temos a "passagem" de uma personagem loura para morena que todos conhecem através de livros e do próprio Serpieri, acabando na mudança total através de um espelho.

Este livro contém mais uma história, o "Talvez" primeiro ensaio feito para a série original, uma curta de 1981 de 7 páginas que se manteve inédita em vários países curiosamente um dos quais foi a França.... :D


Para além disso, temos muitos, muitos sketchs de Serpieri para este livro. Vale a pena ver como ele consegue ser tão expressivo apenas com riscos. Sim, uma salganhada de riscos que consegue prender o leitor!

Posto isto, só me resta dizer que o LBD recomenda este livro. :)
(E a série também)


Boas leituras



Deixa o teu comentário

Enviar um comentário