sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Mike Royer, o homem que fez Jack Kirby brilhar





Mike Royer foi a principal estrela internacional do Amadora BD de 2017. Royer é primariamente conhecido pelo público por ter sido o principal arte-finalista do lendário Jack Kirby nos anos 70, trabalhando também como letrista para as suas histórias publicadas na DC e na Marvel durante essa década. O artista americano é considerado um dos arte-finalistas mais fiéis que Kirby já teve, mantendo o máximo possível do traço original, uma melhoria comprovada tendo em conta que o seu antecessor era Vince Colletta, famoso por apagar parte da arte que não lhe apetecia finalizar.


Na Amadora, Royer participou numa conferência conduzida pelo lojista e editor Mário Freitas, que também organizou a exposição comemorando o 100.º aniversário de nascimento de Jack Kirby. Podem ver a montagem com o áudio da conferência, acima.

Royer nasceu há 77 anos na pequena cidade de Lebanon, no estado do Oregon. Com 23 anos de idade, mudou-se para a Califórnia para se tornar um artista comercial, tendo feito a sua estreia nas revistas Disney da editora Gold Key. Foi aí que encontrou emprego permanente, tornando-se assistente de Russ Manning nas revistas Magnus, Robot Fighter e Tarzan, na segunda metade dos anos 60. Teve também uma breve passagem pelas revistas Creepy e Vampirella, da editora Warren, que publicava histórias de terror em revistas a preto e branco para um público mais adulto.

Mas foi em 1971 que surgiu uma grande oportunidade, e que contribuiu para tornar o seu nome conhecido entre todos os que seguem a história da banda desenhada. Royer foi contratado para substituir Colletta nas revistas do Quarto Mundo de Jack Kirby, como arte finalista e letrista. Começou por fazer as capas de Forever People e o seu primeiro trabalho interior foi na revista New Gods n.º 5. Continuou a trabalhar em quase todas as revistas que Kirby fazia para a DC, não só nos títulos do quarto mundo (New Gods, Forever People e Mr. Miracle), mas também em Kamandi, the Lost Boy on Earth (inspirado nos filmes da série Planeta dos Macacos), OMAC (só no n.º 1), The Demon (onde foi criado o demónio Etrigan) e na tira “The Losers” dentro da revista de guerra Our Fighting Forces.

Quando Kirby terminou o seu contrato com a DC, regressou à Marvel e Royer foi com ele, começando por trabalhar na primeira revista solo de Pantera Negra, Black Panther, com um maior ênfase em ficção científica que a série política que foi publicada em Jungle Action. Royer também acabou por pegar na revista The Eternals, onde Kirby recuperou alguns conceitos do Quarto Mundo, bem como em Devil Dinosaur, na adaptação do filme 2001: A Space Odyssey e na série lançada a partir daqui, Machine Man. Quando Kirby saiu da Marvel, Royer voltou a trabalhar como assistente de Manning nas tiras de jornal do Tarzan, mas a parceria durou apenas seis meses.

Depois de 1979, os seus créditos em revistas de banda desenhada diminuiu consideravelmente, embora tenha trabalhado nalgumas novas propriedades de Kirby publicadas na Pacific Comics, Silver Star e Captain Victory and the Galactic Rangers. Mas Royer passou a trabalhar noutro ramos de arte comercial, em design de produto, principalmente para a Disney, onde a sua arte foi aplicada a produtos do urso de peluche devorador de mel, Winnie the Pooh, assim como nas adaptações cinematográficas de Dick Tracy e Rocketeer.







Deixa o teu comentário

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Lançamento Levoir: Liga da Justiça Vol.1
Nova Ordem Mundial



A Levoir começa hoje a editar a sua nova colecção, Liga da Justiça (cinco volumes), e o livro escolhido é de Grant Morrison e Howard Poter: Nova Ordem Mundial.

A altura escolhida para o lançamento é óptima visto que o filme está quase aí.
Os livros integrantes desta colecção são:

  1. Nova Ordem Mundial de Grant Morrison e Howard Poter- 9 de Novembro
  2. O Vírus Amazo de Geoff Johns- 16 de Novembro
  3. O Prego: Teoria do Caos de Alan Davis- 23 de Novembro
  4. A Guerra de Darkseid 1 de Geoff Johns e Jason Fabok -30 de Novembro
  5. A Guerra de Darkseid 2 de Geoff Johns-7 de Dezembro

No final do post poderão ver as capas dos restantes volumes e um trailer, legendado. Agora fiquem com as páginas e nota de imprensa da Levoir:

Liga da Justiça

A Levoir e o Público, antecedendo o lançamento cinematográfico de Liga da Justiça, o supergrupo que reúne os maiores heróis da DC, lançam a 9 de Novembro uma colecção de 5 volumes da Liga da Justiça.
O argumento de Grant Morrison e os desenhos de Howard Poter dão vida à nova Liga da Justiça em “Nova Ordem Mundial” o primeiro volume desta colecção, que contém no interior um postal com a imagem da Nova Liga da Justiça, oferta da Warner Bros. Portugal – NOS Audiovisuais.

A 16 Novembro O Vírus Amazo de Geoff Johns e Jason Fabok, 23 de Novembro O Prego: Teoria do Caos de Alan Davis, 30 de Novembro Darkseid 1 de Geoff Johns e Jason Fabok, a 7 de Dezembro Darkseid 2 de Geoff Johns, Jason Fabok e Francis Manapul completam
esta colecção.

O ponto de partida desta nova fase de Grant Morrison, que declarou numa entrevista que o que está “a fazer com a Liga da Justiça é regressar ao tipo de histórias que gostava de ler quando era miúdo e a tentar fazer uma versão actualizada dessas histórias, capaz de agradar aos miúdos de hoje”, é bem evidente neste Nova Ordem Mundial, e consiste em colocar a Liga da Justiça a defrontar um tipo de ameaças tão poderosas que mais ninguém seria capaz de enfrentar.

A recém-formada Liga da Justiça depara-se com a ameaça de um grupo de seres chamado Hyperclã que chega à terra, dizendo-se sobreviventes de um mundo que foi destruído há milhares de anos e que vieram para a Terra para impedir que a humanidade se destrua. De início realizam milagres, transformando o Deserto do Saara numa floresta e reduzindo a taxa de criminalidade como nunca antes tinha sucedido ganhando a simpatia da população. Porém, mal sabe a Liga da Justiça – e também o mundo – que os tais “bem-feitores” são marcianos brancos querendo dominar o planeta.




Características:
Capa dura
Cor
Nº de páginas – 152
Preço - 10,90€

E agora podem ver as restantes capas da colecção, assim como um trailer legendado em português, assim como uma pintura de Abbie Bernstein com arte feita para o filme.















Boas leituras







Deixa o teu comentário

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Lançamento G.Floy: Uncanny X-Force Vol.1
A Solução Apocalipse




Têm à venda mais um título desta editora, G,Floy, que penetra com este livro no mundo dos X-Men.
Mais uma vez no formato Oversized Hard Cover, como foi decidido para todos os comics.

Fiquem com a nota de imprensa da editora:



UNCANNY X-FORCE Vol. 1: A SOLUÇÃO APOCALIPSE

Argumento de RICK REMENDER, e arte de JEROME OPEÑA, ESAD RIBIC, RAFAEL ALBUQUERQUE e LEONARDO MANCO.

Os X-Men não matam... Mas quando Apocalipse regressa, Wolverine sabe que só existe uma solução: reunir a mais secreta das equipas de mutantes, uma equipa que nem o líder dos X-Men sabe que existe, a X-Force. Wolverine, Deadpool, Arcanjo, Fantomex e Psylocke terão de destruir En Sabah Nur, mas conseguirão sobreviver ao assalto dos Cavaleiros Finais de Apocalipse? E conseguirão tomar a decisão de matar um Apocalipse renascido, quando ele não passa de uma criança inocente?

E que fazer quando uma onda de Deathloks, espalhadas por todos os mundos e probabilidades, passados e futuros, decidem atacar a X-Force, para matar um homem que não devia nunca ter existido, e que está no caminho da sua vitória final? A palavra de ordem dos Deathloks é: Fantomex tem de morrer!

O que é a X-Force?

Houve muitas equipas de mutantes que usaram o nome X-Force, mas apenas uma delas seguiu o conceito que leva às histórias que irão ler neste volume: a de uma equipa de mutantes que leva a cabo as missões secretas, as black ops, as infiltrações e assassinatos, que outros membros dos X-Men não aceitariam levar a cabo, um grupo capaz de tomar as decisões moralmente dúbias que a maioria dos super-heróis seriam incapazes de tomar, um grupo de mutantes cuja alma foi já profundamente tocada pela violência e pelo mal, e que não hesitam diante nada para proteger a sua raça...

Rick Remender, um dos mais brilhantes argumentistas contemporâneos, concebeu esta série que teve um sucesso imenso, sobre uma equipa secreta de X-Men que funciona como um grupo de assassinos mutantes que destroem as ameaças ao Homo Superior por quaisquer meios necessários. O presente volume inclui dois grandes arcos de história, que funcionam de modo independente, e que não necessitam de grande conhecimento prévio para serem lidos - embora esta edição inclua um dossier que explica quem são as personagens, e alguns dos momentos importantes anteriores; A Solução Apocalipse (com desenho de Jerome Opeña, e de Leonardo Manco no preâmbulo), e Nação Deathlok, com desenho de Esad Ribic - e uma curta história (Reavers) com desenho de Rafael Albuquerque. Todas estas histórias seguem o modelo de uma missão secreta da equipa de anti-heróis que constituem a X-Force: Wolverine, Psylocke, Arcanjo, Fantomex e Deadpool.





A colecção Uncanny X-Force está prevista para 4 volumes no total, com um desenho (discreto!) de lombada.

Reúne as duas sagas de Uncanny X-Men: Apocalypse Solution e Deathlok Nation; UNCANNY X-FORCE #1-7 e #5.1, WOLVERINE: ROAD TO HELL e X-MEN SPOTLIGHT.

Formato Comic Deluxe (18,5 x 28), 224 páginas a cores, capa dura.
ISBN 978-84-16510-45-0
PVP: 16,99€




Boas leituras




Deixa o teu comentário